Clique Vestibular

NOTÍCIAS

4 formas de você aprender inglês de forma rápida e descomplicada: desmistificando a língua!

Aprender inglês de forma rápida não é algo que você consiga fazer em menos de uma semana.

4 formas de você aprender inglês de forma rápida e descomplicada: desmistificando a língua!

Aprender inglês de forma rápida não é algo que você consiga fazer em menos de uma semana.

Porém, por outro lado, você definitivamente não precisa ficar preso a uma escola de inglês por anos para aprender um dos idiomas mais simples do mundo.

Por isso, separamos algumas dicas neste artigo para que você possa acelerar o seu aprendizado de inglês de qualquer lugar de onde estiver.

Shall we?

1- Ouça muito inglês

Os estudiosos de idiomas usam um termo específico para definir uma das maneiras pelas quais aprendemos idiomas: aprendizado implícito ou inconsciente.

Este método descreve o processo de aprendizagem que ocorre quando o aluno não faz nenhum esforço para aprender.

O aprendizado inconsciente ocorre quando ouvimos inglês por um longo tempo sem prestar atenção.

Com o inglês em segundo plano, o cérebro absorve automaticamente sons, sotaques, palavras e regras gramaticais, embora você não esteja ouvindo atentamente, não esteja participando da conversa ou fazendo anotações.

Ironicamente, é possível aprender com a escuta passiva, mesmo sem conhecer o significado das palavras. Estudo após estudo demonstrou que é possível aprender qualquer idioma através da escuta passiva.

Isso é possível porque, quando ouvimos um idioma, percebemos suas construções.

É um método de aprendizado natural, como o que as crianças usam.

Pense por um momento: nos primeiros anos de vida, as crianças não conseguem falar, apenas ouvem.

Eles passam muito tempo ouvindo antes de entenderem completamente o que está sendo dito e podem usar o idioma de forma independente.

Portanto, ouça o máximo de material em inglês possível. Ouça continuamente!  Sempre, tenha o inglês em segundo plano, seja no seu quarto, escritório ou fones de ouvido.

Assista a séries de TV em inglês, ouça músicas em inglês e audiobooks em inglês.

Em suma, ouça o máximo de inglês falado possível. Não é necessário prestar muita atenção: enquanto isso, você pode passear, apreciar a vista, lavar a louça, ler um livro, fazer uma academia, fazer sua lição de casa, escrever uma redação ou trabalho.

Se você continuar bombardeando seu cérebro e ouvidos com áudio em inglês, aprenderá muito mais do que pode imaginar.

2- Estude por afinidade

Aprender inglês rápido, pronunciar bem e escrever certos sons corretamente são alguns dos principais desafios enfrentados por quem aprende um novo idioma.

Isso porque alguns sons do inglês estão ausentes no nosso idioma, o português!

No entanto, embora os idiomas sejam diferentes, é bom lembrar que eles também têm muitas afinidades.

Por exemplo, se algumas palavras em inglês começarem com “BL” (como a palavra blink”), você nunca ouvirá uma palavra que comece com “LB”.

Tente pronunciar essas duas letras juntas, não é estranho? O que podemos fazer:

Se você ouvir uma palavra ou som que julga não existir, é provável que seja verdade! Se você já sabe que é improvável que alguns sons ocorram em um determinado idioma, será mais fácil saber a ortografia exata das palavras.

Por exemplo, se você deseja escrever a palavra “fantasma” e não sabe se o h vem antes ou depois de g , tente repetir a palavra em voz alta.

Dizer “hgost”, usando o som “HG”, parece impossível, certo? O som “GH” em “fantasma” é um som plausível. Pronto, agora você já sabe!

3- Aprenda novos sons separadamente

Aprender inglês muda a maneira como seu cérebro funciona. É incrível, mas aprender um novo idioma faz o cérebro crescer!

Um estudo revelou que, enquanto aprendemos um idioma, partes do nosso cérebro aumentam. Quanto maiores eles se tornam, mais o processo de aprendizagem é simplificado.

Além disso, nosso cérebro reage de maneira diferente de acordo com os sons que recebe.

Por exemplo, pode ser difícil distinguir as letras L e R, especialmente se o idioma nativo da pessoa tiver apenas uma letra para ambos os sons (como no japonês).

Um experimento feito na Inglaterra mostrou que, quando os falantes nativos de inglês ouviam as letras L e R, havia duas áreas no cérebro que reagiam. No caso de falantes nativos de japonês, no entanto, apenas um.

Para falar e entender o inglês como um falante nativo, aprenda os sons do idioma.

Procure os sons que dificultam sua compreensão ou pronúncia e estude-os minuciosamente.

Algumas experiências demonstraram que ouvir sons em câmera lenta permite que você os aprenda em menos de uma hora.

Você não precisará de um software específico para diminuir a velocidade dos sons, o YouTube fará isso por você!

Procure vídeos nos quais falantes nativos usam o som que cria dificuldades.

Para alterar a velocidade, basta clicar no ícone de configurações no canto inferior direito (aquele que se parece com uma pequena engrenagem ou roda). Clique em “velocidade” e selecione uma velocidade menor que 1.

Tente ouvir o vídeo na taxa de 0,25 por 10 minutos e depois aumente para 0,5 por mais 10.

Finalmente, tente ouvir o vídeo na velocidade normal.

Repita a operação algumas vezes com outros sons e você descobrirá que é sempre mais fácil identificar as diferenças entre os sons que criaram dificuldades para você. É porque seu cérebro está crescendo!

4- Viaje para outro país

Por fim, a melhor forma de você aprender inglês e ficar fluente no idioma é fazendo uma imersão completa em outra cultura.

Você não só aprenderá o idioma de uma vez por todas, como também ganhará uma bagagem cultural incrível que só uma viagem proporciona. Já pensou em conhecer os Estados Unidos nas suas próximas férias?

Acesse aqui para tirar o seu visto e comece a planejar seu próximo passeio!