Clique Vestibular

NOTÍCIAS

Análise do Tema da redação ENEM 2020 por Marcos Teodoro

Para essa temática é muito importante que, primeiramente, o aluno tenha consciência do preconceito/estigma social associado às doenças relac

Análise do Tema da redação ENEM 2020 por Marcos Teodoro, Monitor de Redação do Projeto Aprovação

Para essa temática é muito importante que, primeiramente, o aluno tenha consciência do preconceito/estigma social associado às doenças relacionadas à saúde mental. Na argumentação é importante que você fale sobre o por quê de existir determinados estereótipos pejorativos difundidos na SOCIEDADE BRASILEIRA sobre problemas relacionados à saúde mental.

O que é um estigma associado às doenças mentais?

– É falar que depressão é falta de Deus

– É falar que autismo deixa a pessoa burra

– É falar que ansiedade é falta de serviço 

– Falar que a depressão é falta de namoro

– Chamar bipolaridade de falsidade

Doenças mentais: depressão, ansiedade, esquizofrenia, transtorno afetivo bipolar, transtorno obsessivo-compulsivo, etc

Sugestões Argumentativas

– Individualismo Social, o que, por sua vez, impede ações empáticas para o combate ao desrespeito à saúde mental. (Cabe, sim, Modernidade Líquida de Bauman)

– Baixo fomento, nas escolas, sobre a discussão e o combate às doenças mentais, o que, por sua vez, gera concepções deturpadas tangentes às doenças mentais. (Edgar Morin e a desvalorização da Educação complexa, que deveria abordar a diversidade e multiplicidade dos saberes) 

– Omissão da família no que diz respeito ao debate de doenças mentais, o que, por sua vez , gera desconhecimento e repassa preconceitos estabelecidos socialmente. (Talcon Persons e a reprodução de hábitos da família)

– Herança cultural do país, que transmite, infelizmente, preconceitos.

– Omissão do Estado no combate ao desconhecimento acerca da saúde mental (baixo estímulo às campanhas de prevenção ao suicídio, como o Setembro Amarelo)

– Uso cotidiano de palavras que desrespeitam pessoas que sofrem com doenças mentais: “aquele doido”, “vou te mandar pro hospício, tu é doido”

– Mídia e idealização das camisas de força 

Repertórios:

– Hospital de Barbacena E suas atrocidades 

– Hipócrates:

Hipócrates resumiu a melancolia como uma compreensão precoce da depressão, como “um estado de medo e desânimo duradouros”. (doenças debatidas, mas nunca compreendidas)

– “Só existe um problema filosófico realmente sério: o suicídio”. Camus, Mito de Sisifo.

(Além do suicídio, é necessário também se discutir outros pontos, como a depressão, a ansiedade, o autismo, a esquizofrenia)

– Terceira Geração do Romantismo e a idealização do humor fúnebre 

– O sofrimento da jovem Wearther

– Holocausto brasileiro, Daniela Arbux= DENUNCIA ATROCIDADES FEITAS NO HOSPITAL COLÔNIA EM BARBACENA, ONDE MAIS DE 60 MIL PESSOAS MORRERAM EM 80 ANOS. Isso viola o que ? Direitos 

– Direito à dignidade, à saúde 

– SOCIEDADE do Cansaço, Byung-Chul-Han

– ANSIEDADE: COMO ENFRENTAR O MAL DO SÉCULO, Augusto Cury “Qualquer leigo sabe que uma máquina não pode trabalhar em alta rotação continuamente, pois corre o risco de aumentar sua temperatura e fundir suas peças. Mas é quase inacreditável que nos não tenhamos a mínima consciência de que pensar exageradamente e sem nenhum autocontrole é uma fonte de esgotamento mental.”

Naturalismo e a teoria do determinismo, de Taine

Friedrich Nietzsche: Nietzsche (conceito Apolo × dionisio) afirmava, de maneira crítica e ácida, em suas obras, que tornamos especialistas em pensar demasiadamente, 

mas não sabemos lidar de forma saudável com as nossas emoções.

– Identidade, de Bauman. Diz, no geral, sobre a saúde mental. 

– Filme Shine

– Filme: DIVERTIDAMENTE (UM DOS MELHORES, SÉRIO)

– Sérgio Buarque de Holanda e o conceito de cordial.

– Adam Smith e o conceito de “benevolência”

– Freud, totem e tabu

Conclusão

– Ministério da SAÚDE, em conjunto com o Ministério da EDUCAÇÃO, deve promover palestras periódicas para atenuar preconceito social sobre doenças mentais com a finalidade de quebrar o estigma relacionados a doenças psicológicas, além de promover informações sobre o assunto

– uso da mídia para debate de especialistas

– intensificação da divulgação do CVV

É FULCRAL QUE O TEXTO ABORDE O DIRECIONAMENTO ESTIGMA E SOCIEDADE BRASILEIRA

ÚLTIMAS NOTÍCIAS