Clique Vestibular

NOTÍCIAS

Aprendizado de longo prazo vs. aprendizado de curto prazo: qual é a diferença?

Para estudantes que se preparam para o ENEM e vestibulares, o aprendizado é uma parte essencial do processo de preparação.

 

Para estudantes que se preparam para o ENEM e vestibulares, o aprendizado é uma parte essencial do processo de preparação. No entanto, nem todo aprendizado é criado igual. Existem dois tipos principais de aprendizado: aprendizado de curto prazo e aprendizado de longo prazo. Neste artigo, discutiremos as diferenças entre esses dois tipos de aprendizado e daremos dicas específicas para ajudar estudantes a exercitar a memória de longo prazo para o ENEM e vestibulares.

O que é aprendizado de curto prazo?

O aprendizado de curto prazo é o tipo de aprendizado que ocorre quando você é exposto a novas informações por um curto período de tempo. Para estudantes, um exemplo comum de aprendizado de curto prazo é quando você estuda para uma prova na noite anterior e é capaz de lembrar das informações durante a prova, mas as esquece rapidamente depois. Isso ocorre porque o aprendizado de curto prazo é armazenado na memória de curto prazo, que é limitada e temporária.

A memória de curto prazo é como uma mesa de trabalho temporária para o cérebro, onde as informações são armazenadas por um curto período de tempo enquanto você as usa. No entanto, se você não usar essas informações repetidamente, elas serão esquecidas rapidamente.

O que é aprendizado de longo prazo?

O aprendizado de longo prazo é o tipo de aprendizado que ocorre quando você é exposto a novas informações por um período prolongado de tempo e é capaz de lembrar dessas informações por um longo período de tempo. Para estudantes, um exemplo de aprendizado de longo prazo é quando você estuda um assunto durante um período mais longo, revisa e pratica regularmente e consegue lembrar do conteúdo em provas futuras.

O aprendizado de longo prazo é armazenado na memória de longo prazo, que é capaz de armazenar grandes quantidades de informações por um longo período de tempo. A memória de longo prazo é como um arquivo permanente para o cérebro, onde as informações são armazenadas para uso futuro.

Como exercitar a memória de longo prazo para o ENEM e vestibulares

Agora que você entende a diferença entre aprendizado de curto e longo prazo, pode estar se perguntando como pode exercitar sua memória de longo prazo para o ENEM e vestibulares. Aqui estão algumas dicas úteis:

Espaçamento de estudo:

Uma das melhores maneiras de garantir que você esteja armazenando informações em sua memória de longo prazo é espaçar seu estudo. Estudar por um longo período de tempo pode ser cansativo para o cérebro, então é melhor dividir o tempo de estudo em sessões menores e espaçadas ao longo do tempo. Isso permite que o cérebro processe e armazene informações de maneira mais eficaz.

Revisão frequente:

Outra dica importante é revisar com frequência as informações que você está estudando. A revisão ajuda a fixar as informações em sua memória de longo prazo, o que pode ajudar a lembrá-las com mais facilidade durante as provas. Tente revisar as informações algumas vezes durante a semana, em vez de apenas antes da prova.

Prática ativa:

A prática ativa é uma ótima maneira de exercitar sua memória de longo prazo. Em vez de simplesmente ler as informações, pratique ativamente com perguntas e respostas, exercícios práticos e discussões com outras pessoas. Isso ajuda a processar as informações de maneira mais profunda e armazená-las em sua memória de longo prazo.

Associação:

A associação é uma técnica útil para ajudar a conectar novas informações com conhecimentos pré-existentes em sua memória de longo prazo. Tente fazer conexões entre os conceitos que você está estudando e coisas que você já sabe. Por exemplo, se você estiver estudando sobre a revolução industrial, tente conectar os conceitos com a história do seu próprio país ou com outras revoluções que você estudou antes.

Aprendizado multi-sensorial:

O aprendizado multi-sensorial é quando você usa vários sentidos para aprender informações. Isso ajuda a processar as informações de maneira mais profunda e a armazená-las em sua memória de longo prazo. Tente usar diferentes técnicas de aprendizado, como assistir a vídeos, fazer mapas mentais, desenhar diagramas ou ouvir podcasts.

Além dessas dicas, é importante lembrar que uma boa noite de sono, uma dieta saudável e o exercício físico regular também podem ajudar a melhorar a memória de longo prazo.

Conclusão

Em resumo, o aprendizado de longo prazo é fundamental para estudantes que se preparam para o ENEM e vestibulares. Ele ajuda a lembrar as informações por um longo período de tempo, em vez de apenas durante a prova. Para exercitar sua memória de longo prazo, é importante espaçar o estudo, revisar frequentemente, praticar ativamente, fazer associações e usar técnicas multi-sensoriais de aprendizado. Seguindo essas dicas, você pode ajudar a garantir que as informações estejam armazenadas em sua memória de longo prazo para uso futuro.

Referências:

  • Roediger, H. L., & Butler, A. C. (2011). The critical role of retrieval practice in long-term retention. Trends in cognitive sciences, 15(1), 20-27.

  • Oakley, B. (2014). A Mind for Numbers: How to Excel at Math and Science (Even If You Flunked Algebra). Penguin

Vídeos para enriquecer o conhecimento

  1. “MEMÓRIA | Nerdologia” –
    https://www.youtube.com/watch?v=Bj-7axay48w,

  2. “Os TIPOS de MEMÓRIA! 
    https://www.youtube.com/watch?v=cl8KTsBzPNk

Foto de ThisIsEngineering: https://www.pexels.com/pt-br/foto/mulher-escrevendo-em-um-quadro-branco-3862130/

ÚLTIMAS NOTÍCIAS