Clique Vestibular

NOTÍCIAS

Carreira: o que o matemático pode fazer e quanto ele ganha por entender de números

Conheça as oportunidades que o mercado oferece para os profissionais da área.

Foto: Freepik

A matemática pode não ser a matéria favorita de muitos alunos, mas aqueles que têm gosto e afinidade pela disciplina devem pensar na possibilidade de seguir os estudos na área. Isso porque a formação como matemático pode abrir oportunidades no mercado de trabalho em diferentes carreiras, que oferecem salários que ultrapassam R$ 40 mil mensais, segundo levantamento da consultoria Robert Half.

A área da matemática é ampla e versátil, como informa a Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) em seu portal. Além da carreira como professor, que é uma das mais conhecidas, o profissional pode atuar na produção de material didático, na pesquisa científica, na área médica para a análise de medicamentos e exames de imagem, no setor de economia e finanças, na área de marketing para a realização de testes e, também, na informática.

Outras possibilidades são apontadas pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), como a atuária e a estatística. Na primeira, o profissional realiza cálculos para a avaliação de riscos e sistemas do setor de seguros. Na segunda, ele é responsável por planejar e coordenar levantamentos de dados.

Como é a formação em matemática

No curso superior de matemática, o estudante irá utilizar a lógica para a elaboração de teorias, o teste de hipóteses e o desenvolvimento de aplicações dos cálculos. Durante a formação, ele terá contato com conceitos como limite, derivadas, integrais, assíntota, dentre outros.

É possível optar pela licenciatura ou o bacharelado em matemática. No primeiro caso, o foco é para a formação como docente da área. Desta forma, além das disciplinas de álgebra, análise, cálculo e geometria, o estudante aprende sobre didática, gestão educacional, educação inclusiva, práticas pedagógicas, dentre outros conteúdos.

Já o bacharelado é direcionado para a aplicação da matemática no mercado de trabalho. Nessa modalidade, são explorados temas como algoritmos, funções analíticas, matemática industrial, dentre outros. 

Salários

Como o campo de atuação do matemático é amplo, a faixa salarial também é abrangente, indo de R$ 2 mil até mais de R$ 40 mil por mês. A diferença é justificada não só pela área de atuação escolhida, mas também pela carga horária e a qualificação do profissional. Aqueles pós-graduados, com mestrado ou doutorado são mais valorizados no mercado.

Segundo a pesquisa da consultoria Robert Half, um professor de matemática pode ganhar entre R$ 2 e R$ 8 mil. A variação depende se a atuação será no ensino básico, médio ou superior. Se a vaga será na rede pública ou particular, proveniente de concurso público ou não.

Os profissionais que seguirem a área acadêmica como pesquisadores poderão receber, em média, R$ 11 mil, caso tenham o título de doutores. Quem segue a área da informática e da inovação digital pode receber salários entre R$ 7 mil, em cargos iniciantes, e ultrapassar os R$ 40 mil com a posição de diretor em uma empresa.

No exterior, os matemáticos estão entre os profissionais mais demandados. Países desenvolvidos, como os Estados Unidos, têm criado políticas de subsídios educacionais e imigratórias para a atração de graduados em ciências, tecnologia, engenharia e matemática. A remuneração é 2,5 vezes maior do que a oferecida em outras áreas.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS