Clique Vestibular

SALA DE ESTUDOS

A Era Napoleônica e o Congresso de Viena

aprenda sobre a Era Napoleônica e o Congresso de Viena

Foto: https://www.todamateria.com.br/congresso-de-viena/

O 18 de Brumário

A situação na França era extremamente grave A Burguesia, em geral, apavorada com a instabilidade interna e as derrotas sofridas para os países inimigos, esquecia seus ideais de liberdade, pregados alguns anos antes, e pensava em um Governo forte, buscando no exército a força capaz de reorganizar a nação, restaurando a lei e a ordem .

Todos sabiam que a única pessoa que poderia exercer um Governo desse tipo deveria ser um elemento de prestígio popular e ao mesmo tempo forte o suficiente para manter com mão de ferro a estabilidade exigida pela Burguesia .

A essa época, o elemento de maior liderança no exército era um jovem general, Napoleão Bonaparte, celebrizado especialmente depois da vitoriosa campanha da Itália, em 1796.

No dia 10 de Novembro de 1799 ( 18 de Brumário, pelo calendário Revolucionário), Napoleão retorna do Egito, com o apoio do Exército e da Alta Burguesiadissolve o Diretório e estabelece um novo governo, conhecido como O Consulado . O período Revolucionário chegava ao fim e começa um período de consolidação do Poder da Burguesia .

Desenvolvimento :

Império Napoleônico (1799-1814)

Até 1802 o novo governo francês ( Consulado ) era comandado por 3 magistrados com o título de Cônsules, sendo Napoleão o primeiro e a quem caberiam as decisões, enquanto os outros dois teriam apenas o voto consultivo . De 1802 a 1804, ampliando seu poder, Napoleão estabeleceu o Consulado Uno e em 1804 instituiu o Império .

CONSULADO ( 1802 – 1804 )

Política Interna

A administração Napoleônica foi bastante centralizadora . O país foi divido em departamentos cujos governantes eram nomeados e controlados diretamente pela égide de Paris . No aspecto Político tudo levava a crer que na verdade a Sociedade Francesa estaria diante de uma Autocracia disfarçada .

Como estadista, Napoleão firmou uma lei ratificando a distribuição de terras realizada durante a reforma agrária do período do Terror, ganhando com isso o apoio de 3 milhões de pequenos proprietários que temiam ter de devolver suas terras aos antigos proprietários .

O governo deu grande impulso aos negócios e à indústria ao criar o Banco da França e a Sociedade de Desenvolvimento da Indústria Nacional .

O Sistema Tributário francês foi reformado, com a criação de uma nova moeda : o franco, e o aumento na arrecadação de impostos deu ocupação a milhares de desempregados através de um programa de construção de obras públicas, como alargamento de portos, construções de edifícios públicos, estradas, canais, pontes , drenagem de pântanos, etc.

A Educação recebeu uma atenção especial de Napoleão com o fortalecimento do Ensino Público, a instalação de escolas públicas em cada aldeia ou cidade francesa e a criação de Liceus ( centros de preparação para professores ) .

As mudanças beneficiaram principalmente a Burguesia, cujo poder consolidouse com as Leis do Código Civil ( ou Napoleônico ), elaborado entre 1804 e 1810 por um corpo de juristas nomeados pelo governo . O Código procurava conciliar a legislação com os princípios da Revolução Francesa de liberdade, propriedade e igualdade perante a lei, ou seja, manteve o fim dos privilégios desfrutados pela Nobreza no Antigo Regime, mas favoreceu os privilégios conquistados pela Burguesia .

Este Código inspirou outros códigos civis em diversas nações, tanto na Europa como na América .

O governo Napoleônico foi fortemente autoritário, ainda que conta-se com amplas camadas da população .

Um dos primeiros atos de Napoleão foi restaurar a união Igreja – Estado, que havia existido antes da Revolução, visto que a religião poderia ser usada como instrumento de domínio político e social . Em 1801 o papa Pio VII e Napoleão assinaram Concordata, estabelecendo que o governo francês nomearia os bispos e pagaria salários ao Clero .

Napoleão organizou uma polícia secreta que sob o comando de Fouché prendeu arbitrariamente, torturou e assassinou opositores do regime, sendo que a imprensa viveu um de seus piores dias .

Política Externa

No plano externo, Napoleão derrotou os exércitos Austríacos na Batalha de Marengo (1800) . Pouco tempo depois, Rússia estabeleceu a paz com os franceses e a coligação contra a França acabou por se desfazer . Sentindo-se isolada, a Inglaterra viu-se obrigada a assinar com a França a Paz de Amiens (1802), pela qual renunciava ás suas conquistas coloniais, executando-se Ceilão e Trinidad . Ao fim da Guerra :

    • A Suíça e Holanda foram submetidas pela França ;
    • Os franceses anexaram o Piomeonte, Parma e a ilha de Elba ;
    • A Espanha de Carlos IV de Bourbon aliou-se aos franceses contra os ingleses ;

apoleão planejava reconstruir seu Império Colonial e adotava medidas de proteção alfandegária que prejudicavam a liberdade Colonial Inglesa . Esta unindo-se à Rússia, à Áustria e a Suécia formando a 3a Coligação a França e a sua aliada Espanha .

Fortalecido pelo êxito de sua política interna e externa, Napoleão iria proclamar-se Imperador dos Franceses .

 

IMPÉRIO ( 1804 – 1814 )

 

Em 1804 Bonaparte fez-se coroar Imperador dos Franceses com o título de Napoleão I . O papa presidiu a cerimônia de coroação, mas para deixar claro que o Estado não se submetia à IgrejaNapoleão colocou a coroa em sua própria cabeça .

Com a criação do Império, Bonaparte centralizou todos os poderes do Estado . Com isso pode agradar seus familiares e agregados com títulos, honrarias e altos cargos .

Napoleão I empregou todas as suas forças no sentido de liquidar o poderio inglês e estabelecer um Império Universal . Na verdade, estes objetivos significavam :

 

    • De um lado a luta de uma nação Capitalista Burguesa ( a França ) contra uma Europa Continental Absolutista e Aristocrática .
    • De outro, a luta entre duas nações burguesas ( França e Inglaterra ) pela hegemonia político – econômica pela supremacia colonial .

 

A 3s Coligação (ÁustriaRússiaInglaterraSuécia) atacou a França e sua aliada Espanha . Os ingleses venceram a marinha franco – espanhola na batalha de Trafalgar ( 1805) , acabando com as esperanças napoleônicas de invadir as ilhas britânicas . Em terra os franceses foram superiores derrotando os austríacos nas Batalhas de Ulm e os autro – russos em Austerlitz .

Essas vitórias provocaram o fim da terceira coligação e a ruína da Áustria, que cedeu à França a Venécia, a Ístria e a Dalmácia .

Em 1806 Bonaparte recebeu o apoio de dezesseis príncipes alemãescriando assim a Confederação do Renoque liqüidou o Sacro Império Romano – Germânico .

Na Itália criou dois reinos, o da Itália e o de Napóles .

Em 1806, InglaterraPrússiaRússia e Suécia formaram a 4a Coligação Anti – Francesa . A Prússia foi derrotada na Batlha de Iena (1806) e Berlim foi ocupada . Pela Paz de Tilsit a Prússia foi desmembrada .

Em 1807 os Russos foram derrotados, sendo estabelecida uma aliança Franco  Russo em prejuízo da Prússia e da Inglaterra :

 

  • O leste europeu ficou sob o domínio russo e o oeste sob o controle francês ;
  • Foram criados o Reino da Westfália, cedido para Jerônimo (irmão de Bonaparte), e o Grão – Ducado de Varsóvia ( antiga Polônia ) , que ficou sob o comando do rei da Saxônia .
  • A Rússia uniu-se ao Bloqueio Continental decretado por Napoleão em 1806 contra a Inglaterra

O Bloqueio Continental

O ponto fraco do imperialismo francês – a marinha – tornou-se evidente após a derrota naval para a Inglaterra em Trafalgar . Napoleãopretendendo enfraquecer economicamente os inglesesdecretou em 1806 o Bloqueio Continental .

Com essa medida era proibido que qualquer país comercializa-se com os ingleses. Isto só foi possível porque Napoleão dominava grande parte do leste europeu, além de contar com o apoio russo .

A Inglaterra respondeu proclamando o bloqueio marítimo da Europa : os contatos com o mundo colonial cessaram . A Inglaterra tomou as seguintes medidas :

  • Procurou novos mercados nas colônias ;
  • Intensificou o contrabando com as Colônias Ibéricas na América do Sul, visando compensar a perda dos mercados europeus ;

Somente Portugal e o Papado constituía uma brecha na Bloqueio Continental . Depois de muita indefinição, Portugal não aderiu ao Bloqueio provocando sua invasão (1807) pelas tropas do general francês Junot . A invasão de Portugal obrigou D. João VI a fugir para o Brasil com o apoio inglês .

Em 1808, tropas francesas tomaram Roma e prenderam o Papa .

Depois que perdeu sua frota em Trafalgar, o povo espanhol gerou um movimento Anti – Francês . Com pretexto de enviar reforços para Portugal, Napoleão invadiu a Espanha, derrubou a dinastia dos Bourbon e colocou seu irmão José Bonaparte, rei da Sicília, no poderNa Espanha formou-se guerrilhas, que com apoio inglês, combatia os invasores franceses. Na América Espanhola incentiva-se os movimentos de Independência .

Uma 5a coligação estava sendo formada entre Aústria e Inglaterra obrigou Napoleão a deixar a Espanha . Bonaparte derrotou os austríacos na Batalha de Wagram (1809) e implantou neste território recém conquistado medidas contra o Absolutismo . Neste mesmo ano, Bonaparte é excomungado pelo Papa Pio VII .

Mas o imenso império conquistado por Napoleão tinha dois pontos frágeis : A Espanha e a Rússia .

A França que tinha prosperado com o bloqueio continental, em 1810, começa a entrar em crise . A maioria dos países aliados aos franceses tinha sua economia de base agrária e a indústria francesa não conseguia atender esses mercados .

Como é o caso da Rússia, que com uma economia em crise, necessitava trocar seu excesso de cereais com os produtos manufaturados ingleses, quebrando assim a aliança com a França e abrindo seus portos a Inglaterra . Em represaria Napoleão durante 1 ano reuniu um Exército com mais de 600 mil homens de várias nacionalidades e invadiu a Rússia em 1812, iniciando a sua mais trágica campanha . Vencidos os russos abandonaram a capital Moscou depois de destruir os campos cultivados e de incendiar a cidade . Sem abrigo ou provisões o exército francêsenfrentando o rigoroso invernoé obrigado a deixar a Rússia sobre o intenso fogo do exército russoperdendo cerca de 95% de seu exército .

Aproveitando-se da fraqueza de Napoleão, ÁustriaPrússiaRússiaInglaterraSuécia formam a 6a Coligação e declaram guerra a França . Napoleão derrotou os exércitos da Rússia e da Prússia, enquanto os exércitos franceses estavam sendo derrotados na península Ibérica por forças espanholas e inglesas .

Após a Batalha de Leipzig, a Batalha das Nações, em 1813, os exércitos de Napoleão abandonaram os principados alemães . A rebelião contra o império se estendeu à Itália, Bélgica e Holanda .

Em 1814um grande exército da Sexta coligação invade a França e tomam Paris . Napoleão abdica em favor de seu filho Napoleão II, porém os aliados não aceitam . Napoleão é exilado para a Ilha de Elba ( próxima de Córsega ) com 800 homens . A monarquia é restaurada com Luís XVIII, irmão de Luís XVI, que tinha sido guilhotinada durante a Revolução Francesa .

O Governo dos Cem Dias

Tendo em vista os rumos tomados pelo Congresso de Viena (1814), Napoleão em 1815 abandona seu exílio na Ilha de Elba voltando para Paris . O rei enviou uma guarnição de soldados para prendê-lo, mas estes aderiram a Napoleão .

Luís XVIII fugiu para a Bélgica . O governo de Napoleão durou apenas 100 dias .

Contra Napoleão foi formada a 7a Coligação ( InglaterraÁustriaPrússia e Rússia) . Napoleão foi derrotado definitivamente na Batalha de Waterloo (1815) . Preso, Napoleão foi mantido prisioneiro na Ilha de Santa Helena, no Atlântico Sul, onde morreu em 1821 . Luís XVIII novamente assumiu o trono .

Resumo dos Principais feitos Napoleônicos

Consulado (1799-1804)

 

  • Reequilibro das finanças através do Banco Francês ;
  • Criação do Código Napoleônico ( aspiração da classe burguesa )
  • Assinatura da uma concordata com a Igreja
  • Seguidas vitórias contra as coligações Anti – Francesas
  • Enorme popularidade de Napoleão, que em 1804, através de um plebiscito se faz coroar Imperador dos Franceses

 

Império (1804 -1814/15)

 

  • Vitórias Francesas ;
  • Formação de um Enorme Império ;
  • Organização do Bloqueio Continental (1806), com objetivo de arruinar economicamente a Inglaterra e favorecer as manufaturas Francesas ;
  • Expansão das idéias revolucionárias nos Países Absolutistas ;
  • Invasão da Rússia (1812) marca o início da derrota Napoleônica ;
  • Outubro de 1813 – Derrota Napoleônica na Batalha de Leipzig ( “Batalha da Nações” )
  • Invasão da França e abdicação de Napoleão Bonaparte em Fontainebleu ( 20 de abril de 1814 ), que é exilado para a ilha de Elba
  • Junho de 1815 – Napoleão volta e assume o governo “Dos 100 Dias”, porém é derrotado definitivamente na Batalha de Waterloo e mandado para a Prisão em Santa Helena .

 

Congresso de Viena

Em Novembro de 1814, os países da 6a Coligação reuniram-se no Congresso de Viena para redesenhar o mapa da Europa Pós – Napoleônica . Dois princípios básicos orientaram as resoluções do Congresso :

 

    • A restauração das dinastias destituídas pela Revolução e consideradas “legítimas” ;
    • A restauração do equílibrio entre as grandes potências, evitando a hegemonia de qualquer uma delas ;

A divisão territorial não satisfez a nenhuma das potências participantes, porém foi restabelecido o equilíbrio entre essas . Veja-os :

    • O Tratado de Paris obrigou a França a pagar 700 milhões de indenizações as nações anteriormente por ela ocupadas . Seu território passou a ser controlado por exércitos aliados e sua marinha de guerra foi desativada . Suas fronteiras permaneceram as mesmas de 1789 . Luís XVIII, irmão de Luís XVI foi reconhecido como novo Rei ;
    • A Rússia anexou parte da Polônia, Finlândia e a Bessarábia ;
    • A Áustria anexou a região dos Bálcãs ;
    • A Inglaterra ficou com a estratégica Ilha de Malta, o Ceilão e a Colônia do Cabo, o que lhe garantiu o controle das rotas marítimas ;
    • A Turquia manteve o controle dos povos cristãos do Sudeste da Europa ;
    • A Suécia e a Noruega uniram-se ;
    • A Prússia ficou com parte da Saxônia, da Westfália, da Polônia e com as províncias do Reno ;
    • A Bélgica, industrializada, foi obrigada a unir-se com à Holanda formando o Reino dos Países Baíxos ;
    • Os Principados Alemães formaram a Confederação Alemão com 38 Estados , A Prússia e a Áustria participavam dessa Confederação ;
    • A Espanha e Portugal não foram recompensados com ganhos territoriais, mas tiveram restauradas as suas antigas dinastias . O Brasil foi elevado a Reino Unido a Portugal e Algarves .
    • Santa Aliança

Para garantir, em termos práticos, a aplicação das medidas conservadoras do Congresso de Viena, o Czar da Rússia propôs a criação da Santa Aliança . Esta servia de ajuda mútua das monarquias européias em nome “da religião, da paz e da justiça” . Seu objetivo era estabelecer o direito de intervenção em qualquer região européia em que se inicia-se um movimento liberal ou uma revolução burguesa . Porém após a independência das Colônias Latino – Americanas, a Santa Aliança se enfraquece e a Inglaterra por motivos econômicos se retira da Santa Aliança .

Conclusão :

A situação da França na época do Diretório era extremamente grave . A Burguesia estava encurralada entre os Jacobinos e os Monarquistas internamente e pelos países absolutistas externamente . Napoleão foi a melhor escolha, pois além de defender os ideais burgueses, era um elemento aclamado pelo Povo . A burguesia então poderia de um lado acalmar o Povo e de outro defender seus ideais . Napoleão significou a última etapa da Revolução Francesa, a consolidação do Poder Burguês . O Império Napoleônico somente se sustentou por causa da Burguesia Industrial e Comercial que lucrava venda de seus produtos para os outros países agrários submetidos por Napoleão . A decretação do Bloqueio Continental acabou por prejudicar mais os países da Europa Continental do que a Inglaterra . A Inglaterra para resolver o problema comercializou com as colônias, porém os países da Europa Continental acabaram entrando em crise, como é o caso da própria França . As guerras eram muito caras, então a partir do momento em que a Burguesia para de apoiar Napoleão, o Império entra em crise . Para os outros países, Napoleão era a imagem viva da Revolução Francesa sendo suas idéias aproveitadas por grupos liberais desses países, porém internamente notava-se a imposição geral da nação . Os Estados Absolutistas temerosos em perderem seus direitos feudais e as idéias burguesas espalharem em seu território combateram incansavelmente Napoleão ate conseguir derruba-lo, porém a exceção da Inglaterra que não queria ter que competir com outra nação burguesa que poderia diminuir o seu domínio . A cada país conquistado por Napoleão, tinha seus ideais feudais abolidos e em seu lugar colocados ideais burgueses, sendo aclamados pelo burguesia local . Com a queda de Napoleão, mostrou-se que a Europa não mais continuaria absolutista e novas revoluções liberais iriam surgir, por isso foi criada a Santa Aliança que tentava impor, geralmente a força, o absolutismo aos países “renegados”.

Não podemos afirmar, porém se Napoleão não tivesse ascendido ao trono será que hoje seriamos nações burguesas com ideais Capitalistas ? …

 

Jonas Arruda Novaes Neto

 

 

 

 

Bibliografias :

    • HISTÓRIA, VOL. II, ADHEMAR QUEIROZ NETO
    • HISTÓRIA (IDADE MODERNA E CONTEMPORÂNEA), CLAÚDIO VICENTINO
    • HISTÓRIA & CIVILIZAÇÃO (O MUNDO MODERNO E CONTEMPORÂNEO), CARLOS GUILHERME MOTA & ADRIANA LOPEZ
    • HISTÓRIA MODERNA E CONTEMPORÃNEA, ALCEU LUIZ PAZZINATO & MARIA HELENA VALENTE SENISE
    • HISTÓRIA MODERNA E CONTEMPORÂNEA, CARLOS GUILHERME MOTA
    • HISTÓRIA MODERNA E CONTEMPORÂNEA, JOSÉ JOBSON DE A. ARRUDA
    • HISTÓRIA MODERNA & CONTEMPORÂNEA, RAYMUNDO CAMPOS
    • HISTÓRIA GERAL, ANTONIO PEDRO & FLORIVAL CÁCERES
    • HISTÓRIA GERAL, GILBERTO COTRIM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS