Clique Vestibular

SALA DE ESTUDOS

Poluição ambiental

A poluição é descrita como a introdução de substancias ou de energia no meio ambiente, causando um efeito negativo em seu equilíbrio;

A poluição é descrita como a introdução de substâncias ou de energia no meio ambiente, causando um efeito negativo em seu equilíbrio.

Ela pode ocorrer naturalmente ou por meio de ações antrópicas, o que gera danos
socioambientais.

Existem diversos tipos de poluição. As mais citadas:

Poluição do ar
Poluição da água
Poluição do solo

Poluição do ar

A famosa poluição atmosférica. Ela ocorre quando há a introdução de qualquer substância que, devido a sua concentração, possa tornar-se nociva à saúde e ao meio ambiente.

Refere-se à contaminação do ar por gases, líquidos e partículas sólidas em suspensão.
Esse tipo de poluição se dá com as substâncias que chamamos de poluentes atmosféricos e existem em forma de gases ou partículas de fontes naturais, como vulcões e neblinas, ou fontes artificiais. Os poluentes podem ser classificados em dois tipos: primários e secundários.

Os poluentes primários

São aqueles lançados, diretamente, na atmosfera, provenientes de fontes antrópicas e naturais.

Os poluentes secundários

São produtos de reações químicas e fotoquímicas, as quais ocorrem na atmosfera, envolvendo os primários.

Principais poluentes atmosféricos 

Monóxido De Carbono (C0)

Gás incolor, inodoro e tóxico. Produzido, principalmente, pela queima incompleta de combustível. Ele causa interferência no transporte de oxigênio, pois tem uma maior afinidade pela hemoglobina, a qual chega a ser 240 vezes maior do que pelo oxigênio.

Na segunda guerra mundial, foi usado nas câmaras de gás em campos de concentração.

Muito usado como agente redutor, industrialmente, removendo oxigênio de alguns compostos.

Dióxido De Carbono (CO2)

É uma substância fundamental para os seres vivos. Os vegetais usam ele para realizar sua fotossíntese, processo, no qual usam energia solar e esse nosso amigo para produzir energia.

Esse gás, tb, é produzido no processo de respiração, mas possui outras fontes que são causa de boa parte da poluição do ar, como o processo de decomposição e a queima dos combustíveis fósseis.

Ele é um dos gases intensificadores do efeito estufa e isso ocorre, devido ao fato do CO2 absorver parte da radiação emitida pela superfície da terra, retendo o calor, resultando em um aumento da temperatura  média do planeta, além do derretimento de calotas polares.

No entanto, um dos maiores problemas dessa emissão exagerada de gás carbônico, é a acidificação dos oceanos, o que causa outro grande problema, o branqueamento dos corais.

Clorofluorcarbonetos

Costumavam ser emitidos a partir de produtos, como aparelhos de ar condicionado,refrigerantes, sprays de aerossol, etc.
Atualmente, esses compostos estão banidos em quase todo o mundo. Quando em contato com outros gases, eles causam danos à camada de ozônio, sendo um dos grandes responsáveis pelo seu buraco, permitindo, assim, que os raios ultravioletas alcancem a superfície da terra.
Ao chegar na ozonosfera, onde está o ozônio, o CFC catalisa a degradação do ozônio e libera átomos de cloro na  presença de UV.

Chuva Ácida

Ela causa a acidificação da atmosfera e, em corpos hídricos, proporciona a acidificação das águas. Causada, principalmente, por alguns óxidos,como de enxofre, os quais são produzidos em diversos processos industriais e por atividades vulcânicas. Na atmosfera, ele forma o ácido sulfuroso, causando esse fenômeno. O outro óxido seria o de nitrogênio, em especial, o NO2.

Esses óxidos são gases altamente reativos, formados durante a combustão pela ação
microbiológica ou por raios.

Na atmosfera, o NOx reage com compostos orgânicos voláteis e CO, produzindo ozônio troposférico. No caso desse nosso amigo, ele é oxidado em ácido nítrico, o que contribui para a chuva ácida.

Efeito Estufa

É um processo necessário para a manutenção da vida na Terra. Sem ele, a temperatura média do planeta seria em torno de 18°C negativos. No entanto, a sua intensificação, ocasionada pela ação antrópica, torna isso nocivo ao meio ambiente e à sociedade No efeito estufa, a radiação solar que atinge a atmosfera, interage com os gases ali presentes. Nessa interação, os gases de efeito estufa (GEEs) absorvem a radiação solar e passam a emitir de volta.

Alguns gases que ocasionam o agravamento do efeito estufa são: gás carbônico, metano, óxido nitroso e os CFCs. Isso ocasiona o famoso aquecimento global.
O metano é um GEE 21 vezes mais forte que o CO2. A emissão antrópica desse gás, decorre do tratamento de dejetos de animais, do uso de fertilizantes, da queima de combustíveis fósseis e de alguns processos industriais. Uma das maiores atividades que produzem ele, é a agropecuária.

Poluição da água

A poluição da água é a contaminação dos corpos d’água por elementos físicos, químicos e biológicos que podem ser nocivos aos organismos vivos.

É algo muito sério, pois ela representa cerca de 70% da massa do nosso corpo e seu consumo é fundamental para nossa sobrevivência. Um fator preocupante disso, é que os lençóis freáticos, os lagos, os rios, os mares e os oceanos são destino final de todo e qualquer poluente solúvel em água, o qual foi lançado no ar ou nos próprios corpos d’água.

As fontes de poluição da água são separadas em duas categorias, podem ser de causas antrópicas, como descarte incorreto de produtos, e o lançamento de esgoto e produtos químicos na água.

Eutrofização

Existe um tipo de poluição aquática que é a biológica. Aqui, ocorre a introdução de matéria orgânica lançada, geralmente, em esgotos domésticos e industriais, podendo ser direcionados à água ou se infiltrar no solo, atingindo as águas subterrâneas. São compostos de carboidratos, gorduras, proteínas, fosfatos e bactérias. Alguns exemplos são resto de alimentos, fezes e detergentes.

Na decomposição desses detritos, o oxigênio é consumido, causando um desequilíbrio em seu nível na água, o que provoca a morte de peixes e outros organismos aquáticos.

A alta concentração de nutrientes gerados pela degradação dos compostos orgânicos, cria a eutrofização.

A eutrofização é a proliferação de algas, a qual impede a passagem da luz na superfície. No mar, nós temos a maré vermelha, mudando a cor da água, devido à liberação de toxinas, decorrente do grande crescimento de algas pirrófitas. Pode causar a morte da vida marinha local.