Clique Vestibular

NOTÍCIAS

UFPR oferta mais de cinco mil vagas em 124 cursos de graduação

UFPR oferta mais de cinco mil vagas em 124 cursos de graduação em seis cidades

A UFPR (Universidade Federal do Paraná) está com inscrições abertas para o Vestibular 2025, oferecendo um total de 5.278 vagas em 124 cursos distribuídos em seis cidades: Curitiba, Jandaia do Sul, Matinhos, Palotina, Pontal do Paraná e Toledo. O prazo para inscrições vai até 22 de agosto, mas para os candidatos que desejam solicitar isenção da taxa de inscrição, o prazo se encerra em 10 de julho.

Do número total de vagas, pelo menos 50% são reservadas para estudantes que cursaram o ensino médio integralmente em escolas públicas, com percentuais específicos variando conforme o curso. Dentro dessa reserva, há cotas destinadas a candidatos de baixa renda, pretos, pardos, indígenas e, a partir deste ano, também para quilombolas – uma inclusão resultante da revisão da Lei de Cotas no ano anterior.

A categoria de renda teve seu limite alterado durante a revisão da Lei de Cotas, sendo agora estabelecido o máximo de um salário mínimo mensal por pessoa da família para concorrer nessa categoria.

Os candidatos às vagas reservadas devem passar por bancas de validação de autodeclaração. Para pretos e pardos, a validação ocorre por meio de entrevistas por vídeoconferência, enquanto para as demais categorias, a validação é feita por meio de documentos que comprovem a condição declarada no momento da inscrição.

Além disso, a UFPR oferece uma vaga suplementar para pessoas com deficiência em cada curso, para a qual qualquer candidato pode se inscrever, desde que comprove sua condição.

As inscrições para o Vestibular 2025 devem ser realizadas através do site do Núcleo de Concursos da UFPR (NC/UFPR), com taxa de R$ 195,00. Candidatos que se enquadrem em situações específicas podem solicitar isenção da taxa, como aqueles inscritos no Cadastro Único do governo federal ou que tenham cursado o ensino médio integralmente em escola pública ou com bolsa integral em escola particular, desde que comprovem renda familiar mensal de até 1,5 salário mínimo.