Clique Vestibular

SALA DE ESTUDOS

Anatomia Vegetal

Anatomia vegetal: estrutura, função e classificação

A Anatomia Vegetal é uma área da Botânica que estuda a estrutura interna das plantas. Essa ciência abrange todos os órgãos da planta, desde as raízes, caules e folhas até as estruturas reprodutivas, como flores e frutos. O conhecimento da Anatomia Vegetal é importante para a compreensão da morfologia e funcionamento das plantas, incluindo sua adaptação ao ambiente.

Raízes:

As raízes das plantas são órgãos especializados na absorção de água e nutrientes do solo. A raiz é composta por diversos tecidos, incluindo a epiderme, córtex, endoderme e periciclo. A epiderme é responsável pela proteção da raiz, enquanto o córtex é o principal local de armazenamento de nutrientes. A endoderme é responsável pela regulação do fluxo de água e solutos, e o periciclo é a camada mais interna da raiz que origina as raízes laterais.

Caules:

O caule é o órgão responsável pela sustentação da planta e pelo transporte de água, nutrientes e hormônios. A anatomia do caule é composta por diversos tecidos, incluindo a epiderme, o córtex, o floema e o xilema. A epiderme é a camada mais externa do caule, responsável pela proteção. O córtex é a camada intermediária, que armazena nutrientes. O floema é o tecido responsável pelo transporte de açúcares e hormônios, enquanto o xilema é o tecido responsável pelo transporte de água e sais minerais.

Folhas:

As folhas são os principais órgãos fotossintéticos das plantas. A anatomia das folhas é composta por diversos tecidos, incluindo a epiderme, o mesofilo e os feixes vasculares. A epiderme é a camada mais externa da folha, que protege contra a perda de água. O mesofilo é o tecido responsável pela fotossíntese, que contém cloroplastos e células especializadas na troca gasosa. Os feixes vasculares são responsáveis pelo transporte de água e nutrientes.

Flores:

As flores são as estruturas reprodutivas das plantas angiospermas. A anatomia das flores é composta por diversos tecidos, incluindo as sépalas, pétalas, estames e carpelos. As sépalas são as estruturas mais externas, que protegem o botão floral. As pétalas são responsáveis pela atração de polinizadores. Os estames são os órgãos masculinos, que produzem o pólen. Os carpelos são os órgãos femininos, que contêm os óvulos.

Frutos:

Os frutos são estruturas reprodutivas que surgem a partir da fecundação das flores. Eles podem ser classificados em simples ou compostos, dependendo se derivam de um único ovário ou de vários ovários de uma única flor, respectivamente.

Existem diferentes tipos de frutos simples, como os drupas (por exemplo, a ameixa e o pêssego), as bagas (como a uva e o tomate), as nozes (como o caju e a castanha-do-Pará), entre outros. Já os frutos compostos são formados por várias drupas, bagas ou nozes que se fundem em uma única estrutura, como é o caso da pinha e do abacaxi.

Os frutos têm diversas funções na reprodução das plantas, desde proteger as sementes até a dispersão dessas sementes para que possam germinar e dar origem a novas plantas. Alguns frutos, como as maçãs, são consumidos diretamente pelos animais e, posteriormente, as sementes são eliminadas em seus excrementos, ajudando na dispersão. Outros frutos têm estruturas específicas para a dispersão, como espinhos que grudam na pelagem dos animais, sementes que flutuam na água ou ainda aquelas que são transportadas pelo vento.

A Raiz

é a parte da planta que está abaixo da superfície do solo. Ela é responsável por fixar a planta no solo e absorver água e nutrientes. Existem dois tipos de raízes: a raiz pivotante e a raiz fasciculada. A primeira possui uma raiz principal com várias ramificações, já a segunda possui diversas raízes finas e ramificadas.

Essas são apenas algumas das estruturas que compõem as plantas. A anatomia vegetal é um assunto complexo e fascinante, que envolve diversos outros aspectos, como a reprodução, a morfologia e a fisiologia das plantas. É importante estudar esses conceitos para compreender melhor o mundo vegetal e sua importância para a vida no planeta.

Para mais informações e referências sobre Anatomia Vegetal, confira os links abaixo:

QUESTÕES

(ENEM) A célula vegetal apresenta, em relação à célula animal, algumas características específicas, como por exemplo, parede celular, cloroplastos e vacúolo. Em relação à parede celular, é correto afirmar que:
a) é composta principalmente por quitina e celulose
b) apresenta poros que permitem a passagem de substâncias
c) permite que as células se mantenham hidratadas
d) impede a entrada de luz solar na célula
e) não é encontrada em todas as células vegetais

Gabarito: E

(ENEM) As gimnospermas e as angiospermas apresentam grande variedade de formas e tamanho de folhas, relacionados com sua adaptação a diferentes ambientes e funções. Dentre as estruturas presentes em uma folha, aquela responsável pela troca de gases com o meio ambiente é denominada:
a) estômato
b) bainha vascular
c) lâmina foliar
d) pecíolo
e) nervura

Gabarito: A

(ENEM) Nas raízes das plantas, a endoderme apresenta uma camada de células que impede a passagem de substâncias entre o córtex e o cilindro central. Essa camada é denominada:
a) súber
b) colênquima
c) parênquima
d) feloderme
e) periciclo

Gabarito: D

(ENEM) A transpiração é um processo importante para a sobrevivência das plantas, pois permite a absorção de água e nutrientes do solo. Porém, esse processo pode ser prejudicial em condições de seca, quando a planta perde mais água do que é capaz de absorver. Para reduzir a perda de água, algumas plantas apresentam adaptações em suas folhas, como a presença de:
a) estômatos
b) tricomas
c) bainha vascular
d) nervuras paralelas
e) lâmina foliar grossa

Gabarito: B

(ENEM) O esclerênquima é um tecido vegetal que apresenta células mortas e com paredes celulares lignificadas, que conferem rigidez e suporte mecânico aos órgãos vegetais. Esse tecido está presente, por exemplo, em:
a) folhas e flores
b) raízes e caules
c) sementes e frutos
d) grãos de pólen e óvulos
e) estames e pistilos

Gabarito: B

ÚLTIMAS NOTÍCIAS